sábado, 17 de julho de 2010

Panzi Hospital


Panzi Hospital
Upload feito originalmente por templenews
Neste Hospital tratam-se mulheres, jovens, e crianças vitimas de violência sexual.
Agora, neste momento, enquanto escrevo, enquanto me estão a ler,estão a acontecer crimes horríveis.
HOJE OUVI UMA MULHER CONTAR QUE O MARIDO FOI CORTADO AOS BOCADOS E QUE A OBRIGARAM A COMER BOCADOS DO SEU PÉNIS...NO FIM AINDA FOI VIOLADA.....
OUVI A HISTÓRIA DE UM RAPAZ A QUEM TAPAM OS OLHOS E LHE DÃO UMA ARMA E ORDEM PARA DISPARAR, NO FIM VERIFICA QUE ACABOU DE MATAR O AMIGO.....
VIOLAM MENINAS DE SEIS MESES....
As mulheres são violadas e os maridos expulsam-nas de casa....
Mas, existem pessoas excepcionais, imaginem que duas Senhores estão a FAZER A DIFERENÇA:
Uma, está a construir a Cidade da Alegria, tudo feito por mulheres, violadas e abandonadas, que estão a aprender que têm DIREITOS, e que vão ter que lutar por eles.....
Outra, que é a senhora da primeira história que lhes contei, acolhe as mulheres abandonadas, trata-as e tenta que elas sejam aceites pelos maridos....
Enfim, uma vergonha estarmos em pleno sec XXI e ainda acontecerem estes crimes odiosos.
Tanto discurso sobre os crimes do passado e os mesmos erros continuam a ser cometidos AGORA e não se consegue fazer nada...

4 comentários:

  1. São realidades tão duras e tão monstruosas que os nossos problemas são insignificantes. que Deus ajude estas almas.

    ResponderEliminar
  2. Quando leio notícias destas fico sem saber o que dizer!

    ResponderEliminar
  3. Que coisas horríveis moça... é inacreditável mesmo.

    Não sei se aí em Portugal está passando algo sobre o goleiro Bruno, do time do Flamengo aqui no Brasil. Uma história absurda, brutal. Não precisamos ir muito longe para ver esse tipo de coisa, infelizmente.

    bjo grande querida.

    ResponderEliminar
  4. Há.dias.assim, tens razão! Obrigada pela tua visita lá no outro lado.
    xx
    Maria Teresa, o assunto é tão grave que quando uma história horrível acaba pensamos que não pode haver pior, mas depois HÁ!!!
    Clara, conheço esse caso, deu aqui em todos os telejornais...uma história inacreditável.
    beijinhos para todas

    ResponderEliminar