quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Abri ao acaso...


Recebi pelos anos um livro de Clarice Lispector- "A descoberta do mundo"- crónicas e tenho-o vindo a ler um pouco ao acaso. Hoje abri-o e encontrei este verso que adorei: «Saí nu na rua e não me entenderam Vou por terno e gravata»

2 comentários:

  1. Quantos que estamos fartos de ver todos os dias que são só a gravata! E o terno claro! (e caro):-)

    ResponderEliminar