quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Já não há canções de amor

 Em resposta ao desafio Carlos Barbosa de Oliveira  do http://cronicasontherocks.blogspot.pt/ 
Pensei nesta música para acompanhar a minha história....
Há muitos anos trabalhava em Lisboa e todos os dias tomava o pequeno almoço na mesma Pastelaria. Encontrava-me com uma amiga, sentava-mo-nos ao balcão comendo e conversando.
Um dia, reparo nuns olhos azuis lindos e virados para mim...
Fomos trabalhar e não pensei mais no assunto. No dia seguinte, evidentemente que estive atenta e não é que lá estavam aqueles olhos espreitando na nossa direcção?????
Os dias tornaram-se animadíssimos!
Eu chegava ao café entre as 8h40 e as 9h05 consoante o transito, se me atrasasse já não o via, imaginem os nervos quando o eléctrico não conseguia passar por causa de um carro mal estacionado ou simplesmente porque havia um engarrafamento...
Quantas vezes estava dentro do autocarro e via-o à porta da Pastelaria a olhar para o fim da rua sem me ver e eu mesmo ali ao lado :)) e as vezes que vim a correr saindo na paragem anterior para chegar a  tempo...
mas não pensem que era só eu que me estafava :))) vi-o várias vezes correr paralelamente ao autocarro. :) Só lhes digo que era uma emoção.
Andámos neste amor platónico todo o mês de Julho Muitos olhares muitos sorrisos mas era tudo muito rápido porque nós entravamos às 9h com tolerância de 15 minutos.
Um dia, entrei na pastelaria quase a correr ele vinha a sair e chocámos de frente.
«Olá!
«Olá....
 «Despacha-te já estamos atrasados...» chamaram os colegas dele
Até amanhã!
Até amanhã....
Só que esse amanhã era o meu primeiro dia de férias e eu não apareci!
Em Setembro, super entusiasmada e muito curiosa lá fui correndo para a Pastelaria e... NADA!
Passaram uns dias, como não apareceu pensei que estava de férias  não desmoralizei e esperei calmamente por Outubro.
NADA!
Alguns anos mais tarde numa festa de anos uma amiga que não via há alguns anos apresenta-me o marido que ao olhar para mim, sorri e diz-me: « acho que a conheço....não tomava o pequeno almoço na Pastelaria?????»
«Tomava...»
Ele olha para mim a sorrir e diz aquilo é que foi uma PAIXÃO!
Sou amigo do Pedro....
Fiquei a saber que ele tinha estado tão entusiasmado quanto eu :)))
Eu estive de férias em Agosto e ele mudou de emprego em Setembro.
Nunca mais nos vimos
Foi inesquecível!

5 comentários:

  1. Houve um tempo em que a troca de olhares diziam muito... ou talvez fossemos demasiado românticos! Gosto da música...

    xxx

    ResponderEliminar
  2. Gosto muito da música e também gostei da história. Não percebi se era para responder ao meu desafio, mas ficava lá bem...

    ResponderEliminar
  3. Teté,os olhares são muito entusiasmantes!!!
    xx

    ResponderEliminar
  4. Carlos, Obrigada! Não me considerei participante no desafio porque o post já tinha sido publicado e pensei que tinha que ser um original!
    xx

    ResponderEliminar
  5. O facto de não ser nova, não tem problema, Papoila.
    Basta acrescentar no seu post a alusão ao desafio que fiz lá no On the rocks, que eu publico.

    ResponderEliminar