terça-feira, 1 de março de 2011

gaivota em terra

Toda a tarde andou ao pé de mim, amiga, curiosa  e desafiadora.
Eu,  paciente e com a máquina pronta tentei captar o olhar dela mas a malvada virava-me as costas mesmo no momento do disparo! Acabei por desistir de a apanhar de frente e aí vai ela toda vaidosa....

6 comentários:

  1. São tão lindas...
    Aqui há imensas; acordam-me, quando gritam que há vendaval ali em baixo, no oceano.
    Acompanham-me na Baixa, perto do rio.
    Misturam-se com os pombos, os pássaros e os turistas.
    Grasnam e gritam, desafiando o céu.
    Mergulham em rasantes de kamikase, largando metralha ácida.
    São giras.
    :)

    ResponderEliminar
  2. A "passarada" é tramada para se deixar apanhar pela objectiva :)

    ResponderEliminar
  3. Ela sabe que tem direito à privacidade:):):)
    Adoro observá-las...

    ResponderEliminar
  4. É enervante essa espera, mas quando se apanha aquele momento ideal... é um extase!

    ResponderEliminar
  5. Bela ave, Papoila!

    Que privilégio tê-la ao pé de si!

    Beijo

    Carla

    ResponderEliminar