terça-feira, 28 de setembro de 2010

a mensagem extraviada

«amo-te» mensagem inesperada recebida por telemovel....
«obrigada, há muito que não oiço uma frase tão bonita». Escreveu e enviou-a de volta para o número de telefone desconhecido.
Não tardou muito para que o telemóvel voltasse a tocar.
«queira desculpar o equívoco ...» Leu.
«não foi nenhum equívoco, foi talvez um feliz acaso, mas não um equívoco!»
«foi sim, foi mesmo um duplo equívoco», foi a resposta pouco depois.
«não percebo...»
«digitei o texto e o número errados», leu pouco depois, no visor.
Como era possível escrever «Amo-te», sem se ter de todo essa intenção?
Pouco depois, decidiu-se a telefonar para aquele número. Uma voz masculina respondeu. Irene ficou surpreendida.
- Na verdade pensei que fosse uma mulher-disse.-Sou a outra ponta da sua linha...
Ele riu.
-É espantoso, tudo o que estas coisas nos arranjam.Enviei-lhe uma declaração de amor a si, quando queria ter desmarcado um encontro com um colega!
Irene escutava atentamente. Então tomou consciência do que ele dissera.
-Ora realmente não há diferença nenhuma entre dizer «Amo-te» e desmarcar um encontro....
Disse-o num tom irónico, pois achava aquilo mais do que estranho.
Ele riu de novo.
-o meu telemóvel contém frases pré-escritas na memória.Já veio assim de fábrica.Tem por exemplo:
«por favor telefona-me de volta» ou «chego mais tarde», uma frase de que se pode precisar muitas vezes, de resto.Depois também tem «Amo-te», muito original, para uma frase feita, admito e finalmente também tem: PEÇO O FAVOR DE ADIAR O NOSSO ENCONTRO». Era isso que eu queria realmente enviar. Enganei-me ao  escolher a frase....
-que pena-disse Irene lentamente-foi tão bonito de ler.........

Este texto faz parte de uma das histórias do livro "HOMENS NA COZINHA, MULHERES NO SOFÁ" DE
GABY  HAUPTMANN, não  copiei integralmente o texto nem escrevi a história toda...pode ser que alguém queira saber mais, ache graça e queira ler o livro todo!

4 comentários:

  1. Na vida real já me aconteceu enviar uma sms a uma amiga a agradecer o perfume que me tinha oferecido e foi parar a outro nº de tmv... e obtive uma resposta não muito agradável!!!
    Coisas das novas tecnologias...

    O livro deve ser engraçado!
    Bj

    ResponderEliminar
  2. Oi moça!

    eu estou substituindo uma professora e ficarei um mês com os alunos. Mas quem sabe já não seja uma porta de entrada, né? =)

    Beijosss

    ResponderEliminar
  3. O título do livro é muito atractivo, Papoila. O conteúdo defende essa tese? ;-D

    ResponderEliminar
  4. Luisa,
    Pergunta interessante a sua!
    Tenho a certeza que escolhi o livro pelo titulo e no entanto nunca mais me voltei a lembrar dele...e agora quero-lhe responder e não sei bem o que dizer!!!
    É um livro de contos e "talvez" ela nos queira dar a ideia que nós, mulheres, estamos "ao comando", mas por outro lado as coisas nem sempre correm bem para o nosso lado...
    Resposta: TALVEZ :))))

    ResponderEliminar