quarta-feira, 10 de maio de 2017

Pais que matam os filhos

Haverá algo mais terrível?
Violência doméstica, pai  bate na mãe.
Mãe consegue o divórcio.
O filho passa fins de semana com o pai conforme o estipulado.
Pai continua a ameaçar a mãe ela participa à Polícia.
No fim: pai decide matar o filho para se vingar da mãe....

Nestes casos de violência doméstica não será um perigo deixar os filhos conviver com o agressor?
Em Espanha, em média, é assassinado um filho por mês
Um horror.

11 comentários:

  1. visitas acompanhadas talvez... e mesmo assim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é Catarina, a situação é muito complicada.
      Coitadas destas mães ...
      bjs

      Eliminar
  2. Minha querida,
    não calculas o quanto mexe comigo noticias deste tipo, são muito difíceis de perceber!

    Eu que vivi o drama de ter uma filha que sofreu de violência domestica durante 14 anos, um dia a policia foi tira-la de casa com os filhos, 3 meses depois de ela sair de casa e pedir o divorcio, o marido tentou mata-la na presença dos filhos, no local ficaram os dentes todos dela e mais ou menos 2,5 litros de sangue disse o médico do INEM, foi internada em Coimbra, os médicos nunca me deram esperança dela sobreviver, felizmente enganaram-se e eu tenho a minha menina e os seus filhos, o pai deles foi julgado e condenado a dar uma indemnização 1.900 € e as despesas do tribunal, 100 € de pensão de alimentos para cada filho, mas até hoje só pagou as despesas no tribunal e nem um cêntimo de pensão de alimentos, isto arrasta-se desde 2011.

    Beijinho imenso e desculpa o desabafo.

    Adélia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adélia! Deixas-me sem fala...que horror!
      Fizeste muito bem em desabafar no fundo deixas aqui o testemunho"preto no branco" de uma realidade tão perto de nós.
      felizmente tensa tua filha e netos salvos e ao pé de ti mas ficam para sempre as marcas...
      Xi-coração.

      Eliminar
  3. Um pai dá a vida por um filho, não tira a vida ao filho.
    Isto não são pais, são progenitores, espermatozóides.
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Credo! E eu que sou contra a pena de morte... mas nestes casos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, Teresa perante uma situação destas ou de violação de menores dou comigo a pensar que só com a pena de morte...
      Bjs

      Eliminar
  5. Fica-se na dúvida se estas coisas sempre aconteceram e não eram divulgadas (tanto como hoje) pelos meios de comunicação, ou se de facto são "fruto" desta época, em que parece acontecer de tudo e tudo de mal ! (?)...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste assunto estou convencida que sempre aconteceram talvez não se desse importância...
      Não te esqueças que se deitavam as pessoas às feras !!!!
      Bjs, Rui.

      Eliminar