sábado, 14 de maio de 2011

Alegre, extrovertido, descomplexado...Paulo Futre

Já ouvi de tudo, que é ridículo, um ignorante, um pateta, que o País gosta é disto....
Enfim, todos têm direito a pensar e dizer o que lhes apetecer e sendo assim eu também posso exercer esse meu direito.
Um bocadinho farta dos intelectuais, preconceituosos que "morrem" para mostrar ao mundo o quanto leram, o quanto viajaram, quem conheceram...e  outras vaidades, gosto e acho sempre interessante ouvir pessoas reais que não tendo tido oportunidade de ter essas vivências intelectuais tiveram outras...
Não esquecendo aqueles,  que perdidos nos sofás devorando livros, acreditam serem mais aptos, mais capazes, mais sabedores do que todos os outros....mas, que nunca fizeram nada, nunca puseram em prática as suas belíssimas teorias e os seus "altos" conhecimentos...
De repente aparecem os Futres...(não estou a referir-me a jogadores de futebol) e por esses  eu não consigo deixar de ter uma enorme admiração.
Já o disse mais do que uma vez e volto a dizê-lo: qualquer pessoa que se mostra excelente no seu ofício, é alguém especial e se consegue ter uma carreira de excelência está muito longe de ser um "pateta"!!!!
O futebol a mim, pouco ou nada me interessa, mas ouvir o jogador falar sobre coisas como: a discussão dos contratos, as discussões nos balneários, a dureza dos treinos, a as amizades e ódios entre colegas as partidas...
Saber as origens dele, ver até onde chegou, saber o orgulho que os filhos sentem por ele...
Gostei e diverti-me.
Se o conhecesse gostaria de lhe dar os parabéns pela simplicidade e abertura com que falou.
Poderia dizer-lhe que foi um excelente jogador mas atendendo ao pouco que sei sobre a modalidade a minha opinião não seria um grande elogio :)
Para terminar  aviso já que não tenho nada contra os VERDADEIROS INTELECTUAIS, acho muito bem que se leiam todos os livros do mundo mas....na minha opinião, muitos livros e nenhuma vida é a mesma coisa que que muita vida e nenhum livro!
LER E VIVER é o meu lema.

2 comentários:

  1. Oi Papoila,

    Gostei, o que vale mesmo é ter equilíbrio, né? Ler e viver. Podemos ter um livro nas mãos e no minuto seguinte sentir a vida pulsando ao plantar umas flores no jardim...

    Beijos

    Carla

    ResponderEliminar
  2. É acima de tudo um tipo inteligente!

    ResponderEliminar