sexta-feira, 15 de outubro de 2010

somos todos um bocadinho hipocritas....

Porque o assunto é muito sério, e nunca é demais falar nele.....

Para que este título faça sentido pf clicar na frase de cima.

8 comentários:

  1. Ou um bocadinho cobardes, Papoila. Se o homem toca bateria, não está provada a sua violência e podemos tentar afrontá-lo. Se bate na mulher, a sua violência está mais do que provada e o melhor é deixarmo-nos ficar, para não levar também. :-S

    ResponderEliminar
  2. Havia um caso complicado na minha rua e de noite ouviam-se os berros de manhã eles cumprimentavam toda a gente com um ar de casal super feliz.....
    Também nos desnorteavam!
    Separaram-se e pelo menos para já, voltou a calma aqui na rua!

    ResponderEliminar
  3. Bem, Papoila, eu não sou nada hipócrita, mesmo que às vezes fosse muito melhor para mim sê-lo um bocadinho, mas não consigo.
    Mesmo sem dizer palavra, todo o mundo pode ver pela expressão do meu rosto, o que eu penso.

    Saudação outonal de Düsseldorf!

    ResponderEliminar
  4. Teresa,
    Espero que tenhas clicado na frase "porque o assunto é muito sério e nunca é demais falar nele...", pois só estava a referir-me em relação ao que se passa no vídeo!
    Ainda bem que és uma pessoas directa e honesta.
    xx

    ResponderEliminar
  5. O termo "hipócrita" não é o termo indicado para este post.
    Eu defendo todas as mulheres, crianças e animais contra qualquer tipo de violência.
    NÃO tenho tolerância com a violência doméstica. Como também NÃO tenho tolerância com as mulheres maltratadas, que continuam a viver com os companheiros.
    Até hoje só me aconteceu um caso com uma vizinha alemã. Fui buscá-la para o meu apartamento, e obriguei-a a chamar a polícia, que veio imediatamente e o levou.

    ResponderEliminar
  6. Teresa,
    Tens razão poderia ter escolhido outro titulo, mas foi este que me ocorreu!
    Nesse caso que contaste, a polícia vai buscar o agressor e depois????A vítima tem protecção?
    É que por aqui as coisas são complicadas e as vitimas voltam para casa com o agressor....

    ResponderEliminar
  7. Papoila!
    A polícia vai buscar o agressor e a vítima faz uma queixa contra ele. No caso da minha vizinha, como ele era apenas namorado, ela tirou a queixa e nunca mais o viu. Mais tarde casou com um homem decente, e, até fui eu a madrinha de casamento.

    As coisas aí não são mais complicadas, as mulheres é que o são. Se eu vivesse em Portugal EU NUNCA MAIS voltava para casa com o agressor... mesmo sem protecção!!!

    ResponderEliminar
  8. Teresa,
    Eu estou contigo! Também não voltaria para casa com o agressor: tolerância zero!
    xx

    ResponderEliminar