quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Pais, mães, filhos e avós........

Não faço parte do grupo de pessoas que acredita que velhos, crianças, mães, pais  e
avós  é tudo boa gente!
Este post vem a propósito de um artigo que li sobre crianças que batem nos pais...que pais serão estes?
Num primeiro raciocínio até posso compreender a crença generalizada de que os velhinhos coitadinhos, vivem abandonados sem visitas de filhos netos ou vizinhos...., mas aí, pensando melhor antes de tirar conclusões sobre os "malvados" dos parentes começo a querer saber o porquê desse abandono generalizado.
Muitas vezes encontramos velhotes, com feitios muito difíceis, injustos e  que deixaram para trás muita gente descontente e magoada que aos poucos  foi fugindo..
Filhos completamente sós todos os dias da semana tendo por companhia uma televisão ligada e a internet para explorar.
Há jovens que estão dias sem verem os pais apesar de viverem todos na mesma casa. Comunicam por telemóvel e por cartão de multibanco.....
Crianças, que espancam  aterrorizam e humilham colegas mais pequenos e indefesos.....
Ora se multiplicarmos estas situações por dias,  meses e anos o resultado pode muito bem ser um destes:
Crianças que vão crescer, que vão ser Pais indiferentes, que vão ser Filhos ausentes e que vão ser Avós abandonados.
Felizmente que no meio desta desgraça aparecem aqueles que durante todo este trajecto decidem que querem ser melhores do que o seus pais e se empenham a dar aos filhos tudo o que nunca receberam.
Hoje conheci uma senhora de idade que me disse que quando casou era tão pobre tão pobre,  que muitas vezes as refeições deles eram cascas de batatas cozidas... mas que mesmo assim foram muito felizes.
Encontrei-a na Pastelaria com os bisnetos e estava a explicar-lhes  que só podiam escolher um bolo e um sumo ou leite, sentaram-se e começaram a falar do Pai Natal...
Explicou-me que a única tristeza que tinha dessa época era o facto de nunca ter podido dar prendas de Natal  mas que agora se desforrava!!!


A minha mãe dizia-me muitas vezes:
filho és, pai serás, assim como fizeres assim acharás...

7 comentários:

  1. Sobre o que escreveu.- tem imensa razão , as crianças ficam muito sós...é mais facil para os pais.
    A senhora sua mãe ....bem infelizmente nem sempre é assim:)
    Gostei que tivesse lido o meu blog .

    ResponderEliminar
  2. Papoila,

    Esses dias publiquei um texto sobre a velhice, e o seu comentário foi um dos melhores. Naquele texto, tentei reproduzir como um velho pode ser ruim, ou como um filho também o pode. A maioria das pessoas entendeu que os filhos é que estavam errados. Mas nem foi isso que quis dizer. Porque o exemplo de velha que tentei ilustrar ali (que era um exemplo próximo de mim), sutilmente, era uma velha que tinha infernizado a vida de todos os filhos. E no final, se fez de coitada... é claro que talvez tenha sofrido também, mas...

    Adorei o que escreveu. Muito mesmo, com enorme propriedade e precisão.

    Um beijo

    Carla

    ResponderEliminar
  3. Parabéns pelo post! Realmente, poucas pessoas pensam no abandono, nas humilhações, na violência e na indiferença que sofreram muitos daqueles que são acusados de serem "maus filhos". O título de "pai" ou "mãe" não justifica tudo, não deve servir para branquear certos comportamentos.

    Já dizia o outro: "Quem semeia ventos, colhe tempestades".

    ResponderEliminar
  4. CONCORDO PLENAMENTE COM VC ..MESMOOOOO..TUDO ASSIM MESMO UMA CERTA VEZ FUI EM UM ASILO FAZER UMA VISITA E TINHA UM SENHORZINHO SÓ SEM VISITAS NENHUMA..FIQUEI COM PENA E PERGUNTEI A UMA ENFERMEIRA PQ?DAQUELE ABANDONO ELA DISSE "A SENHORA NÃO SABE QUEM FOI ESSE SENHOR...BATIA NA MULHER ..ABUSAVA DAS FILHAS ESPANCOU UM FILHO QUE QUASE O MATOU ...ERA UMA DIABO NA SUA CASA"NA HORA ENTENDI PQ ESTAVA ABANDONADO E FALAR A VERDADE NÃO SENTI MAIS PENA...SEMPRE FALO TODO MUNDO ENVELHECE..CUIDADO O QUE VC DA AOS SEUS FILHOS E NETOS..EU TAMBEM FI POBRE NA INFANCIA NÃO AO PONTO DA SENHORINHA QUE VC CITA MAIS FUI POBRE E ME LEMBRO DE MUITO AMOR NA MINHA INFANCIA..NÃO LEMBREO DE BENS MATERIAS MAS O AMOR DADO PELOS MEUS PAIS E AVOS EU ME LEMBRO MUITO NITIDO A PONTO DE SER ASSIM AMOROSA COM TODOS OS MEUS ..AMOR QUE IMPORTA O RESTO É MATERIAL E ISSO NÃO LEVA EM CONTA..
    ATE

    OTILIA

    ResponderEliminar
  5. Annie,
    Seja bem aparecida! obrg pela visita.
    Carla,
    Muito obrigada pelas suas palavras,o seu post mostrava de uma maneira delicada que a velhota não tinha sido nenhum "anjinho" :))) gostei muito de o ler e de certa forma foi o ponto de partida para o meu!
    xx
    Carlos,
    Assine, assine! :) obrigada.
    Kassia,
    Obrigada!É preciso ter cuidado com os títulos...há muitas MADRASTAS excelentes MÃES e muitas mães :madrastas!!!
    Otilia,
    Ainda bem que cresceu cheia de mimos e que agora os está a repartir!!!! Aproveite bem !
    xx

    ResponderEliminar
  6. parece-me que o abandono muitas vezes eh mais circunstancial que intencionado. tudo se perdoa.

    ResponderEliminar