domingo, 20 de junho de 2010

J de jornais e JOURS DE FANCE jjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjj


paris shopwindow
Upload feito originalmente por Sophia Sara
Jornais e Revistas os meus vícios.
Encontrei esta foto que me avivou a memória!
Eu sou do tempo do "Jours de France" , quando o comecei a ler andava no liceu e como não tinha boas notas a francês tive uma explicadora francesa que não falava português e que foi uma pessoa muito importante na minha vida por dois motivos:
1.Fez com que eu levantasse a nota
2.e obrigou-me a ler
As explicações eram ao Domingo às 9h...imagine-se! Logo no único dia que podia dormir até mais tarde. Este horário foi o que mais me motivou para estudar, subir a nota e deixar a explicadora!!!
O método era muito bom, só tinha que levar um livro para casa, lê-lo, fazer uma pequena redacção e contá-lo no Domingo seguinte...e não é que eu conseguia?????
O meu pai lia sempre o Paris Match e eu descobri o Jours de France que tinha nas últimas paginas uma mini-banda desenhada com uns desenhos de umas meninas muito modernas que eu adorava. Não sei se alguém conhece e se lembra....
Cresci e o vício ainda cresceu mais do que eu....
Sei que a primeira Revista que comprei foi o "Salut Les Copains"era fantástica porque trazia as letras das canções. Françoise Hardy, S.Vartan, J. Holliday, etc, etc era o que se ouvia na rádio eram os tempos do yéyé!!!! Da adolescência para a frente fui sempre  ao "ataque" ,Cahiers du Cinema, Depeche Mode, Elle, Maxime, Madame Figaro, Figaro, Maison Française, Le nouvel Observateur,Photo...dá para entenderem  a minha fascinação????
Hoje em dia, muitas destas revistas são feitas cá, mas na época não eram traduzidas e era uma boa maneira de aprendermos a língua.
Os Jornais não eram despesa minha....Diário de Noticias e a Capital não faltavam!
Fico por aqui,acho que não vale a pena falar do meu encanto por algumas Revistas inglesas e italianas.....

4 comentários:

  1. "Estamos" numa de voltarmos a um passado já um bocadinho distante...
    De repente lembrei-me da Vida Mundial, local onde aprendi com o meu tio José, na Marinha Grande, durante umas férias de Verão, a fazer palavras cruzadas. O hábito mantém-se até à data, seja qual for o "sítio" onde as encontre.
    Abracinho

    ResponderEliminar
  2. Olá!
    gostei imenso deste J...sabes uma revista Francesa que amava a "100 Idées", também compravas? "Moi je suis nana, trés nana et même super-nana"
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Teresa,eu aprendi com o meu pai a fazer palavras cruzadas!Penso que era o DN que tinha um suplemento infantil e aos Domingos cada um fazia as suas.
    Lolipop, Lembro-me muito do nome mas já não me lembro da imagem...! Devo ter comprado várias vezes :):)

    ResponderEliminar
  4. E eis uma excelente história de como os pequenos gestos fazem a diferença na nossa vida.

    ResponderEliminar