quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Casa das Histórias Paula Rego vai abrir todos os dias

Nacional | 2009-09-03 07:43

A Casa das Histórias Paula Rego, com inauguração prevista para 18 de Setembro, em Cascais, vai estar aberta todos os dias entre as 10:00 e as 22:00 para aferir, numa primeira fase, as necessidades dos visitantes.

De acordo com a directora do museu, Dalila Rodrigues, o novo espaço terá entrada gratuita "num período experimental", que visa "conhecer as necessidades e expectativas do público, decidindo-se depois o horário e um eventual dia de encerramento".

Com espaço total de 750 metros, o edifício todo em cor de tijolo desenhado pelo arquitecto Souto de Moura destaca-se na vila de Cascais pelas duas imponentes pirâmides de vértice cortado.

A Casa das Histórias Paula Rego está rodeada por um jardim, e vai ter esplanada servida por uma cafetaria, um auditório com cerca de duzentos lugares, biblioteca e uma loja-livraria, onde estarão à venda vários objectos com a iconografia da obra da artista, desde objectos de decoração e de uso pessoal, a canecas, marcadores de livros ou blocos de apontamentos.

"Os catálogos e outras publicações que vamos editar e que estarão disponíveis na data de abertura serão bilingues (português e inglês), devido também à dimensão internacional da artista. Os audioguias para visitar o museu e o website, nas duas línguas, estarão igualmente disponíveis", disse à Agência Lusa Dalila Rodrigues, convidada por Paula Rego para dirigir aquele equipamento cultural.

A responsável decidiu ainda reunir uma dezena de assistentes educativos, recém-licenciados em História da Arte e Artes Visuais, "que estarão em permanência nas salas" do museu para apresentar aos visitantes o complexo universo artístico de Paula Rego.

Com uma carreira consagrada internacionalmente, Paula Rego, que reside em Londres em permanência desde 1976, apresentou nos últimos dois anos algumas centenas de trabalhos no Museu Rainha Sofia, em Madrid, no Museu Nacional das Mulheres nas Artes, em Washington, e também na Escola Superior de Belas Artes da cidade francesa de Nimes.

Em Portugal, a última grande exposição dedicada a Paula Rego foi realizada em 2004, em Serralves, e recebeu 157.443 visitantes, mantendo-se ainda hoje um recorde nacional de uma mostra de arte contemporânea.

Além das exposições temporárias - estão previstas duas por ano, a próxima a inaugurar em Março de 2010, dedicada a Victor Willing, artista e marido de Paula Rego, falecido em 1988 - a direcção vai promover uma programação cultural paralela, com conferências a realizar regularmente e outros eventos.

"A obra de Paula Rego tem uma dimensão narrativa e figurativa que permite multiplos cruzamentos com outras áreas artísticas, tais como o cinema, a literatura e o teatro", sublinhou Dalila Rodrigues, ex-directora do Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa.

A colecção da Casa das Histórias conta com a totalidade da obra gráfica da artista, num total de 257 exemplares, com várias centenas de desenhos, algumas dezenas de pinturas emprestados pela artista por uma década, também de Victor Willing, seu falecido marido, e ainda a tapeçaria com o tema "Batalha de Alcácer-Quibir", adquirida pelo município de Cascais.

A abertura está marcada para 18 de Setembro, às 18:00, mas prevendo-se antes, às 11:00, uma inauguração oficial restrita, que conta com a presença do Presidente da República, Cavaco Silva.

Nos dois dias seguintes prolonga-se a programação para assinalar a abertura, com visitas-guiadas, performances de Catarina Molder, actividades educativas e a exibição de um documentário de Jake Auerbach sobre Paula Rego.

Lusa/AO Online


1 comentário:

  1. Papoila,
    Muito obrigada pela dica da livraria Galileu, desconhecia mas acho uma óptima ideia, por acaso até tenho alguns livros que gostaria de vender. (género Dan Brown, Sveva Casati Modignani e Daniela Steel que não tenho intenção de voltar a ler nem de emprestar/recomendar a alguém).

    Beijocas

    ResponderEliminar